Como Tratar Pessoa Viciada em Remédios

Você esta aqui neste artigo porque pesquisou sobre: Como Tratar Pessoa Viciada em Remédios
Vamos começar então nosso artigo em nosso Blog Clínicas Carpe Vita.

A dependência química é definida como uma patologia caracterizada pelo consumo abusivo de substâncias psicoativas, ou seja, substâncias capazes de causar mudanças no estado de espírito do indivíduo, tais como cocaína, crack, álcool e certos medicamentos.

Essas substâncias inicialmente dão uma sensação de prazer e conforto, mas também causam enormes danos ao corpo, especialmente ao sistema nervoso central, deixando o indivíduo totalmente dependente de doses cada vez maiores.

A dependência química é uma situação que causa danos ao cliente das substâncias, mas também aos indivíduos com quem ele vive, pois o indivíduo freqüentemente deixa de freqüentar o círculo social para consumir a substância química, o que acaba enfraquecendo as inter-relações.

Como Tratar Pessoa Viciada em Remédios

É fundamental detectar os sinais indicativos de dependência química para iniciar o procedimento.

Embora freqüentemente a pessoa dependente não tenha força suficiente para procurar ajuda, é fundamental que os indivíduos com quem ela vive tentem ajudá-la, e freqüentemente é necessário que ela seja internada em unidades de procedimentos especializados.

Dependência química: o que é, como identificá-la e procedimento
Como detectar os sinais de dependência química
A dependência química pode ser identificada por certos sinais e pistas que o indivíduo pode exibir, por exemplo:

Muito desejo de consumir a substância, quase compulsivamente;
Complexidade no controle da ânsia;
Sinais de retirada uma vez que a porção circulante da substância é pequena o suficiente;
Tolerância à substância, ou seja, uma vez que a proporção da substância comumente utilizada não tem mais impacto, o que faz com que o indivíduo aumente a porção consumida para experimentar os efeitos desejados;
Diminuição ou retirada da colaboração em eventos que o indivíduo costumava participar para usar a substância;
Consumo da substância, embora consciente de suas conseqüências para a saúde;
Disposição para parar ou minimizar o uso de substâncias, mas sem sucesso.

A dependência é estimada quando o indivíduo mostra pelo menos 3 dos sinais de dependência nos últimos 12 meses, e esta situação é qualificada como suave. Uma vez que o indivíduo apresenta 4 a 5 sinais, é definido como dependência moderada, enquanto que significativamente mais de 5 sinais classificam a dependência como severa.

Como o procedimento é feito
O procedimento para dependência química de drogas ilícitas pode ser feito com ou sem a autorização do dependente químico através do uso de medicamentos e monitoramento por especialistas em saúde como médicos, enfermeiros e psicólogos, parentes e amigos.

Em alguns casos, especialmente nos casos de dependência leve, a terapia conjunta pode ser eficaz porque neste cenário os indivíduos que sofrem da mesma patologia se reúnem e expõem suas fraquezas enquanto se apóiam uns aos outros.

Em casos de dependência grave, é comum recomendar a admissão em uma clínica especializada no tratamento da dependência química.

Na situação de dependência química causada pelo uso de medicamentos como analgésicos ou soníferos (dependência química de drogas legais), o procedimento se baseia em minimizar a dosagem do medicamento de forma sistemática guiada pelo médico, pois parar o medicamento de repente pode causar um impacto de ricochete e o indivíduo pode não ser capaz de parar o vício.

Lista de Assuntos em nosso Blog: Como Tratar Pessoa Viciada em Remédios

 

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

×

Olá!

Entre em contato conosco agora através do What's App!

×